Exames de sangue

A Valyclin oferece a você o conforto de realizar seu exame de sangue com qualidade e segurança sem a necessidade de se deslocar para outro laboratório, gerando mais rapidez e eficiência para o seu diagnóstico.

O exame de sangue é feito para medir a saúde geral do paciente. É muito usado para diagnosticar distúrbios como anemia, doenças autoimunes e leucemia. O exame consiste na medição dos níveis de glóbulos vermelhos (hemácias), brancos (leucócitos) e plaquetas.

Trata-se de um dos tipos de exame mais solicitados pelos médicos nos exames de rotina. Isso porque lhe permite avaliar a saúde de um modo geral, calculando a quantidade e forma dos três tipos de células básicas presentes no sangue. 

Confira abaixo as três categorias de células analisadas em um hemograma:

Hemácias

Glóbulos vermelhos

Neste caso, são levados em conta principalmente os valores do hematócrito e da hemoglobina, que se estiverem abaixo do padrão, podem ser um sinal de doenças como a anemia.

Leucócitos

Glóbulos Brancos

Os leucócitos são as células de defesa do nosso organismo, se estiverem em uma quantidade acima do normal podem indicar o início de um processo infeccioso. Quando estão em baixa quantidade também requerem um cuidado, pois podem tornar o organismo mais suscetível doenças.

Plaquetas

As plaquetas são as células responsáveis pelo processo de coagulação do sangue. Quando estão acima do nível normal são chamadas de trombocitose e quando está abaixo de trombocitopenia. Uma elevação anormal das plaquetas pode favorecer o surgimento de trombos, já a carência delas torna o indivíduo mais suscetível a sangramentos.

Além dessas três linhagens de células também são analisados muitos outros fatores de extrema importância:

Z

Glicose

O nível de glicose é fundamental para o diagnóstico do diabetes.
– Valores menores que 100 mg/dl é considerado normal;
– Valores entre 100 e 125 mg/dl considera-se um caso de pré-diabetes;
– Acima de 126 mg/dl já é considerado diabetes.

Z

Colesterol

O colesterol é feito mediante a soma das frações HDL, LDL e VLDL.
HDL – é o chamado colesterol bom, pois protege os vasos sanguíneos das placas de gordura.
LDL e VLDL – Colesterol ruim, pois forma as placas de gordura que se alocam nos vasos, podendo trazer sérios problemas de saúde como o infarto.
Triglicerídeos – Estão relacionados ao VLDL. Geralmente correspondendo a 5 vezes o seu valor.

Z

Tempo de tromboplastina ativada (PTT ou TTP) e tempo de protrombina (TAP ou TP)

Aqui é avaliado o tempo levado no processo de coagulação do sangue, no qual tempos maiores representam uma maior propensão a sangramentos.

Z

TGO (AST) e TGP (ALP)

Através do TGO e TGP é avaliado a condição do fígado, em caso de valores elevados pode indicar algum tipo de hepatite, seja viral, medicamentosa ou isquêmica.

Z

Ureia e creatinina

Através dessa análise é possível avaliar o funcionamento dos rins. Valores excessivos de ureia e creatinina indicam uma diminuição da filtração do sangue pelo rim, já valores abaixo da média podem indicar uma insuficiência renal.

Z

Eletrólitos (Sódio, potássio, cálcio e fósforo)

A alteração dos níveis de eletrólitos pode ser resultado de diarreia, vômitos, desidratação, insuficiência renal e intoxicações, por isso, tanto o excesso quanto a falta de eletrólitos deve ser investigada.

Z

TSH e T4 livre

Através dos exames de TSH e T4 livre é possível analisar o funcionamento da tireoide, sendo fundamental para o diagnóstico do hipertireoidismo e hipotireoidismo.

Z

Ácido úrico

Através da avaliação dos níveis de ácido úrico é possível identificar a propensão ao surgimento de doenças como cálculo renal, gota e hipertensão.

Z

PCR

A PCR é uma proteína que se eleva em quadros inflamatórios, desse modo se encontrada em níveis elevados pode ser um indício de um processo infeccioso em curso.

Z

PSA

Os níveis de PSA são essenciais para auxiliar no diagnóstico do câncer de próstata ou prostatites, porém, o seu aumento não necessariamente indica essas doenças, já que também pode estar associado ao aumento do tamanho da próstata causada pela idade.

Z

Albumina

A albumina é a proteína mais abundante no sangue. Por ser sintetizada pelo fígado serve para avaliar a função hepática em doentes cirróticos.

Z

VHS

O VHS (velocidade de hemossedimentação) funciona como um teste não-específico de inflamação, porém menos sensível que o PCR.

Open chat